rede-rs-cidade-2024-brasil-inovador-rio-grande-sul-aldo-rosa-ceo-reconstrucao-doacoes-resgate-acolhimento-abrigo-municipio-enchente-randoncorp-daniel-instituto-elisabetha-randon
industria-inovadora-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-innovation-startup-aldo-rosa-ceo-palestrante-cni-sesi-senai-iel-feira-fiesp-sp
super-inovador-varejo-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-ecossistema-hub-startup-aldo-rosa-ceo-palestrante-abras-supermercado-gs1-brasil-em-codigo-1d-2d-(16)
industria-inovadora-2024-rede-brasil-inovacao-esg-ia-innovation-startup-aldo-rosa-ceo-palestrante-cni-sesi-senai-iel-sesi-apex-interplast-feira-congresso-plastico-apta

Alckmin diz que usina de etanol em Viadutos está em linha com política industrial

Alckmin diz que usina de etanol em Viadutos está em linha com política industrial

CADU GOMES/VPR/DIVULGAÇÃO/JC

Vice-presidente da República, Geraldo Alckmin esteve no RS nesta sexta-feira para o lançamento da pedra fundamental da usina de etanol em Viadutos.

O vice-presidente da República, Geraldo Alckmin, esteve no município de Viadutos, no Rio Grande do Sul, nesta sexta-feira (26), para solenidade de lançamento da usina de etanol no município. O empreendimento da FZ BioEnergia projeta que a produção começará no segundo semestre de 2025, com um investimento de R$ 800 milhões de parceiros. O evento ocorreu no auditório da prefeitura. O projeto na região do Alto Uruguai será em uma área de 24 hectares, em Linha Bonita, interior do município, onde a expectativa é produzir por ano cerca de 151 milhões de litros de etanol anidro, 100 mil toneladas de farelo DDGs, 245 mil toneladas de crédito de carbono, 5,4 toneladas de óleos e 25 mil MWh de energia elétrica que serão vendidos para a RGE – concessionária de energia da região do Alto Uruguai. Devem ser gerados 150 empregos na usina e 450 vagas indiretas.

Alckmin, que acumula a função de ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, disse que a usina de etanol em solo gaúcho está em linha com as ações políticas e econômicas que aparecem na nova política industrial do governo federal. Chamado de “Nova Indústria Brasil”, o programa destina R$ 300 bilhões até 2026 para financiamento da indústria nacional, com foco em áreas como transição energética, bioeconomia e agroindústria. Segundo o vice-presidente, projetos como o da usina de etanol de Viadutos serão cada vez mais frequentes no Brasil. Alckmin descerrou a placa que marcou o lançamento do projeto ao lado sócio-administrador da FZ BioEnergia, Valdir Zonin; do sócio-administrador da FZ BioEnergia, o ex-prefeito José Fortunati; do senador gaúcho Luis Carlos Heinze e do prefeito de Viadutos, Claiton dos Santos Brum.

Durante a solenidade, foram assinados dois contratos: um com a Katzen, de Iowa (Estados Unidos). A empresa de tecnologia foi contratada por R$ 15 milhões para realizar o projeto descritivo geral da usina de etanol. O segundo contrato foi assinado com a Aplus de Blumenau, Santa Catarina, que será responsável pela execução do projeto. Zonin afirmou que os recursos para viabilizar o investimento de R$ 800 milhões não vieram de governos, são “100% privados. Vamos ter que trabalhar muito bem, porque teremos que devolver. O dinheiro foi captado de investidores privados internacionais de diversos países”.

O executivo da FZ BioEnergia disse ainda que o projeto da usina prevê a transformação de mil toneladas por dia de matéria-prima: milho no verão, sorgo na safrinha e trigo, triticale e cevada no inverno. “Vamos precisar de 10 mil famílias de agricultores produzindo essas matérias-primas em 42 municípios”, destaca. O prefeito de Viadutos, Claiton dos Santos Brum, destacou a importância do empreendimento para a cidade de 4.859 habitantes e para a Região do Alto Uruguai. “Estimula a permanência da mão-de-obra no entorno dos pequenos municípios.” Segundo Brum, essa é principal dificuldade da região, que há décadas exporta força de trabalho jovem para outras regiões e estados. “Se conseguirmos a permanência dos jovens, certamente todo o Alto Uruguai se beneficiará”, acrescenta.

O sócio-administrador da FZ BioEnergia, José Fortunati, disse que foi convidado no início de 2023 pelo ex-secretário Edemar Tutikian que desenvolvia projetos para a empresa Conexão Sul Brasil S/A. “Não entendia nada de etanol e comecei a buscar informações sobre o tema. Foi uma mudança bastante radical”, explica. Para Fortunati, é uma satisfação participar do projeto por dois fatores: um por estar lidando com energia sustentável e o segundo será o trabalho com 10 mil famílias de agricultores da região do Alto Uruguai.

Segundo o ex-prefeito de Porto Alegre, a empresa Conexão Sul Brasil Holding S/A administra no Rio Grande do Sul em torno de 70 projetos. “A busca dos recursos financeiros dos investidores internacionais será realizado pela Conexão. Nosso papel será viabilizar as obras e contrato que será pago em 20 anos com a produção da usina de etanol”, destaca. O investimento de R$ 800 milhões deve ser realizado em 24 meses. Fortunati afirmou que deixará a vida política de lado agora para se dedicar integralmente à usina de etanol em Viadutos. O político foi deputado federal, vereador e prefeito comandou Porto Alegre de 2010 a 2012 e de 2013 a 2016.

Cláudio Isaías
https://www.jornaldocomercio.com/