CNI oferece mais de 90 iniciativas para desenvolvimento de MPEs industriais

CNI oferece mais de 90 iniciativas para desenvolvimento de MPEs industriais

Para oferecer ferramentas de desenvolvimento e aumentar a competitividade das micro e pequenas indústrias brasileiras, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) retomou o Programa de Apoio à Competitividade das Micros e Pequenas Indústrias (Procompi). Agora, mais um passo deste novo ciclo foi dado: 92 projetos com soluções para diferentes áreas das MPEs foram aprovados e estão com inscrições abertas para os empresários.

As iniciativas foram elaboradas e submetidas por Federações das Indústrias de 19 estados e do Distrito Federal para atender demandas de, pelo menos, 1.755 MPEs industriais de todo país. Esses projetos têm duração de um ano e, para se inscrever, é fundamental comprovar faturamento anual de até R$ 4,8 milhões.

Junto com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micros e Pequenas Empresas (Sebrae), a CNI vai injetar cerca de R$ 24 milhões nesses projetos até 2026.

Comércio Exterior, Transformação Digital, Sustentabilidade, Governança Corporativa, Empreendedorismo Feminino, Eficiência Energética, Gestão Empresarial e Indústria 4.0 são alguns dos temas abordados nas soluções previstas nos projetos.

Os estados que estão com inscrições abertas são Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Sergipe e Tocantins. Há projetos que já entram em vigor neste mês de novembro.

Saiba mais sobre o Procompi

O Procompi é uma parceria entre a CNI e o Sebrae para aumentar a competitividade das empresas industriais de menor porte, por meio do estímulo à cooperação, à organização do setor e ao desenvolvimento empresarial e territorial.

De 2000 até o último ciclo, que terminou em 2021, o programa já beneficiou mais de 8.900 empresas. Cerca de 60% implementaram ações de inovação e 34% reduziram custos.

Os projetos são submetidos pelas federações estaduais de indústrias e unidades do Sebrae com objetivo de oferecer capacitação e consultoria para alavancar a eficiência nos negócios. As soluções podem ser para a demanda de um mesmo setor industrial ou multissetoriais guiados por um tema. Os projetos devem envolver grupos de 15 a 30 empresas, a depender do tipo de projeto.


https://noticias.portaldaindustria.com.br